Semanalmente os  melhores métodos, ferramentas e técnicas 
para conseguir alcançar TODO SEU POTENCIAL.
Acompanhe AQUI nossos artigos!

Receba em
PRIMEIRA MÃO
nossos artigos e
muitas novidades.
CADASTRE-SE!

Respeitamos sua privacidade, NUNCA enviamos spam!

Porque a liderança é considerada um processo?

29/10/2018

Porque a liderança é considerada um processo?

insigh desenvolvimento humanoExistem centenas ou talvez milhares de livros que tratam da liderança sob diferentes pontos de vista, exemplos e pesquisas realizadas com executivos das maiores empresas do mundo. Isso é bom e ao mesmo tempo pode provocar uma verdadeira confusão na cabeça de quem ainda não aprendeu a lidar com aquilo que os psicanalistas chamam de filtros da consciência, os quais são responsáveis pelo nosso julgamento em relação a uma determinada percepção.

 

O fato é que quando você aceita um cargo de liderança, por imposição ou mesmo por merecimento, você aceita também os prós e os contras dessa imensa responsabilidade perante os que estão acima e abaixo de você.

 

Há uma concordância que liderança envolve um processo de influência, as diferenças tendem a centrar-se em torno de se a liderança deve ser não coercitiva (o oposto de usar a autoridade, recompensas e castigos para exercer influência sobre os seguidores) e se é distinta de gerenciamento.

Abraham Zaleznik, da Harvard Business School, argumenta que líderes e gerentes são tipos de pessoas muito diferentes, diferem em motivação, história pessoal e na forma de agir e pensar.
Gerentes, tendem a adotar atitudes impessoais, às vezes, até passivas, em relação a metas e relacionam-se com pessoas de acordo com o papel que estão representando numa sequência de acontecimentos ou num processo de tomada de decisões;
Líderes têm uma atitude pessoal e ativa em relação as metas, trabalham em posições de alto risco, gostam de desafios – sobretudo quando a oportunidade e a recompensa parecem altas – e relacionam-se com as pessoas de maneira mais intuitiva e com empatia;
John Kotter, de Zalezik em Harvard, também argumenta que liderança é diferente de gerenciamento, mas por outras razões.

Gerenciamento proposto por ele é lidar com complexidade. O bom gerenciamento traz ordem e consistência ao se projetar em planos formais, planejar estruturas organizacionais rígidas e acompanhar os resultados dos planos.

Liderança, em comparação, é lidar com a mudança. Líderes estabelecem direção, desenvolvendo uma visão de futuro. Logo, eles incluem as pessoas comunicando a elas essa visão e inspirando-as a vencer obstáculos.

Kotter afirma que precisamos nos focar mais em desenvolver a liderança nas organizações porque as pessoas responsáveis de hoje estão muito preocupadas em manter as coisas no organograma e dentro do orçamento, em fazer o que foi feito ontem, fazendo apenas 5% melhor.

Dessa forma, uma definição de liderança que possa abranger todas as abordagens atuais ao assunto seria: “a capacidade de influenciar um grupo em direção à realização de metas” (Robbins, 1998).

Em relação ao processo de construção da liderança, tenha de imediato o líder certo para a área certa e a equipe certa. Por mais experiente que seja o profissional escolhido para o cargo, cada desafio exigirá dele uma reavaliação sobre a própria forma de pensar e agir considerando que a liderança é situacional e depende de inúmeros fatores para obter o sucesso.

 

Como ser um bom líder?

INSIGHT

Em geral, a construção da liderança é um processo ignorado pela maioria das organizações, principalmente quando se sabe que nem ninguém nasce líder. Para não incorrer no mesmo erro e tornar-se um líder por excelência, você deve procurar compreender etapa por etapa do processo:

Autoavaliação: você está pronto para ser líder? Possui competências ou habilidades básicas necessárias para o bom desempenho do cargo? Conhece as atividades relacionadas ao cargo em questão? Conhece as suas principais deficiências? Sabe pensar estrategicamente ou ainda está muito ligado ao operacional?

Internalização: você estudou as características básicas de um líder, analisou os atributos de um líder de alto desempenho, mapeou suas competências, conhece seus pontos fortes e sabe exatamente quais os pontos fracos a serem trabalhados; você está pronto para iniciar o processo de aprendizado da liderança;

 

Mudança de hábito: de posse do conhecimento das características, competências e habilidades imprescindíveis para assumir tamanha responsabilidade, você está disposto a imprimir o esforço necessário para mudar a sua forma de pensar e agir perante seu novo chefe, sua nova equipe, seus novos pares e concorrentes;

 

Maturidade: você entende, finalmente, que a liderança é um processo constante de aprendizado, portanto, além de suportar a pressão pela conquista de resultados cada vez melhores, precisa renovar-se dia-a-dia para manter a posição sem abrir mão dos seus princípios.

 

Conquistar um cargo de liderança é fácil. Manter-se íntegro sob pressão depende de um processo longo e doloroso de construção da liderança baseada em princípios e valores sólidos que transcendem a figura do próprio líder.

 

Pense nisso e seja feliz!

 

 

Fontes: https://bit.ly/2RcbgIr  https://bit.ly/2z0By9m


LINEO-insight-desenvolvimento-humano

LINEO CARVALHO

Empreendedor, sócio fundador da Insight Desenvolvimento Humano, empresa que acredita na transformação de vidas...

Continue lendo »

andrea-insight-desenvolvimento-humano-150x150-square

ANDRÉA CARVALHO

Empresária e mãe, sócia da Insight Desenvolvimento Humano, com Formações Internacionais em Coaching Integrativo Sistêmico e Coaching Quântico...

Continue lendo »

Buscar no Blog

Receba em
PRIMEIRA MÃO
nossos artigos e
muitas novidades.
CADASTRE-SE!

Respeitamos sua privacidade, NUNCA enviamos spam!

logo-insight-desenvolvimento-humano-site001

:: Copyright © 2018 Insight Desenvolvimento Humano :: Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por:  WT Agile Marketing